sábado, 30 de outubro de 2010

Londres

MAPA DO METRÔ DE LONDRES
Clique na imagem para ampliar o mapa

Roma

MAPA DO METRÔ DE ROMA
Clique na imagem para ampliar o mapa

Paris


PARIS, A CIDADE MAIS LINDA DO MUNDO!
(Junto com o Rio de Janeiro, que fique claro)


Essa foto (que parece até montagem... mas não é - foi tirada do terraço da Torre de Montparnasse) representa um pouco do meu amor por esta cidade, e o estado permanente de êxtase que me acomete durante o tempo em que eu fico nela... Pode parecer exagero, mas prá mim, não é. Sempre me perguntam qual a cidade mais linda do mundo na minha opinião, e a minha resposta é sempre a mesma, desde que estive aí pela primeira vez: se você considerar belezas naturais, não tem prá nenhuma outra - o Rio de Janeiro é a cidade mais linda do mundo. Mas se você considerar a beleza do que o homem foi capaz de construir em um só lugar, no meio do nada, a partir das margens do Sena, PARIS!!!!! Sempre.

E como tudo o que é bom, deve ser compartilhado... ;-)  quero dividir com vocês a MINHA Paris e mostrar o quanto é fácil mergulhar nos seus encantos.

O primeiro passo de todos (e lembre-se, para chegar até lá, basta dar o primeiro, depois o segundo, o terceiro... quando você menos esperar, estará diante da Torre Eiffel... ;-) é decidir que você vai. Em seguida, é hora de providenciar o passaporte. Não será preciso visto. Faça uma poupança para a viagem. A estimativa média é de (A PARTIR DE) R$ 2000,00 para as passagens de ida e volta - desde que comprados com uma boa antecedência, de pelo menos 6 meses. A partir de R$ 80,00 por pessoa (com hospedagem em hostel) ou R$ 150,00 por pessoa (em hotéis 2 estrelas) por dia. Diárias com café da manhã. Recomendações de órgãos internacionais de turismo giram em torno de EUR 100,00 por dia para gastos com alimentação, transporte, passeios e pequenas compras. Eu pessoalmente acho muito, mas melhor viajar com folga. Enfim... com R$ 5000,00 já dá pra começar a sonhar com uma semana na capital da França. Ah... e não se esqueça do seguro de viagem, específico para quem viaja à Europa.

Caso você precise de ajuda especializada, consulte um de nossos agentes. Basta clicar aqui para ter a sua vida 100% resolvida.

Recursos financeiros engatilhados? É hora de definir quando ir. Paris é um deslumbre em qualquer época do ano, mas a minha preferida é Junho. Final de primavera, quase verão, a cidade vai ter muita gente, mas não taaaanta como Julho e Agosto. Considere também viajar em Abril, Maio, Setembro e Outubro. São meses de temperatura mais amena. O frio de Novembro a Março pode ser intenso. Em Dezembro e Janeiro, cruel! Mas tem gente que gosta. Só tem que estar preparado pois as roupas de inverno pesam muito mais. Sem contar que dias de sol deixam a cidade muito mais vibrante e feliz.

Onde ficar?!


MAPA DO METRÔ DE PARIS
Clique no mapa para visualizar em tamanho ampliado

Madrid




MAPA DO METRÔ DE MADRID
Clique no mapa para visualizar em tamanho ampliado

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Praia de Tambaba



Pedras enormes e escuras, falésias, coqueiros, mar agitado...  A praia tem um ar meio selvagem, e acreditem: é uma das mais lindas que eu já vi. E olha esse não é o grande charme TAMBABA, na Paraíba, litoral Sul de João Pessoa, a pouco mais de meia hora da capital paraibana. A curiosidade sobre esta praia é que ela é uma das mais famosas do Nordeste pela prática oficial de naturismo desde a década de 80. A praia se divide em duas partes. Na descida você encontra logo uma pequena enseada com bar e loja de artesanato para receber o público que quer ir à Tambaba sem precisar tirar a roupa. É chamada pelos locais de praia dos curiosos. (Até aí eu fui...)

Do lado direito da praia, uma escadinha e um caminho entre as rochas levam à parte naturista da praia. Lá as regras são rígidas. Por exemplo: homem desacompanhado de mulher não entra. Foto de pessoas só com autorização expressa. E, claro, roupa nem pensar.
 
Bem... seu eu fui??? Isso eu não conto. Nem sob tortura. Rsrs...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Conexão no Panamá: quanto mais longa, melhor

Cidade do Panamá, a surpreendente capital panamenha

De uns tempos prá cá, boa parte dos pacotes de viagem para Estados Unidos e Caribe se utilizam de voos da COPA, a Companhia Panamenha de Aviación. Os voos partem do Brasil, de Belo Horizonte, Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo. E fazem sempre uma conexão na Cidade do Panamá. E é nesta hora, que muita gente (mal informada, com certeza) torce o nariz, rejeita a proposta de voo, dá um jeitinho de trocar para um voo direto e acaba perdendo uma super oportunidade de conhecer uma cidade bacana e de quebra fazer compras incríveis.

Por isso, se você vai voar COPA, e se o seu voo vai fazer uma longa conexão na Cidade do Panamá, ou mesmo se for longuissima (melhor ainda), não se preocupe. Dentro do aeroporto tem muitas lojas, livres de impostos, e com preços ótimos para comprar de tudo: roupas, sapatos, relogios, perfumes, cosmeticos, eletronicos, tudo o que se imaginar.


Aeroporto Internacional Tocumen, Panamá

Mas se a conexão for longuíssima, tipo: "posso sair do aeroporto que da tempo", melhor ainda: a cidade é linda e super interessante. Repleta de shoppings, mercados de artesanato (os objetos produzidos pelos indios são maravilhosos e famosos no mundo inteiro). Além das compras, tem o famoso Canal do Panamá, que é uma maravilha do mundo moderno... No entorno, parques nacionais... praias... Hmmm... to achando que vai valer à pena aumentar a conexão de algumas horas, prá alguns dias....

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Novidades nos aeroportos favorecendo passageiros

Aeroporto Internacional Tom Jobim - Rio de Janeiro

Iniciou-se no último dia 23 de Julho, o funcionamento dos serviços de juizados especiais para solucionar problemas de overbooking (venda de mais lugares que a capacidade dos aviões), atrasos e cancelamentos de vôos, extravio e furto de bagagens, entre outros, sem sair do aeroporto.


Em São Paulo, os espaços funcionarão 24h no aeroportos de Guarulhos e das 10h às 19h no de Congonhas. No Rio de Janeiro, os postos funcionam 24h no aeroporto do Galeão e das 6h às 23h no Santos Dumont. Em Brasília, no aeroporto Juscelino Kubitschek, o serviço é 24h. Segundo comunicado da Infraero, cada juizado terá uma equipe de funcionários e conciliadores, sob a coordenação de um juiz, que tentará solucionar os conflitos por meio de um acordo amigável entre os viajantes e as companhias aéreas ou órgãos do governo. As empresas e órgãos terão que indicar um funcionário responsável em cada um dos aeroportos, que participará da audiência de conciliação quando solicitado.

A medida decorre do aumento de reclamações em relação ao serviço de transporte aéreo e os postos não possuem prazo para funcionar determinado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

domingo, 16 de maio de 2010

4 Estações no Movimento - Programa 003 - Blumenau e a OKTOBERFEST

Ai gente...
Tem uns posts mais antigos, muito legais, com videos, da época do MOVIMENTE-SE, um quadro no programa Movimento que eu participava...
Pena que não tem mais... :-(
Mas como (ainda bem) todo ano tem Oktoberfest, e os roteiros deste ano ja começaram a sair, decidi dar uma resgatada neste.
Acho que vcs vão gostar... (quem não viu)
E quem viu, vamos matar a saudade... (Saudades de você, João Fábio - apresentador do programa e meu entrevistador...)

Bjs, Diana.

======================================================


Aí Galera,

Mais um programa, o terceiro: Assunto Blumenau e a Oktoberfest...
Espero que gostem. Beijos.


video

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Viaje seguro pra Europa!!!!!



COMUNICADO DE ESCLARECIMENTO DA COMISSÃO EUROPEIA DE TURISMO PARA A AMÉRICA LATINA SOBRE AS FORMALIDADES DE ENTRADA DE CIDADÃOS BRASILEIROS NA EUROPA (ESPAÇO SCHENGEN)


A Comissão Europeia de Turismo (CET) é uma organização sem fins lucrativos com sede em Bruxelas, na Bélgica. Fundada em 1948, a CET reúne 33 países com um objetivo em comum: promover a Europa e seus destinos turísticos por todo o mundo. Hoje, o grupo operacional da CET para a América Latina, tem nove Países integrantes – Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha, Irlanda, Itália, Polônia, Portugal e Suíça.

Como é do conhecimento geral, os cidadãos brasileiros não necessitam de visto para entrar em qualquer um dos Países Europeus integrantes do espaço Schengen, quando estiverem se deslocando a turismo e por no máximo 90 dias. Os Países integrantes do Espaço Schengen são a Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal e Suécia.

A isenção de visto não exime os turistas brasileiros do cumprimento de algumas formalidades de entrada no espaço Schengen, a saber:

1) passaporte com validade superior a 6 meses;
2) bilhete de viagem aérea (ida e volta) com permanência máxima de 90 dias;
3) comprovante de alojamento; *
4) seguro de saúde; *
5) comprovante de meios financeiros para manter-se durante a estada*

* Esta obrigatoriedade varia de País para País.

Fica a critério das autoridades fronteiriças de cada País a exigência do cumprimento destas formalidades. Aos estrangeiros que não cumprem os requisitos acima referidos, pode ser recusada/dificultada a entrada no espaço Schengen.

Embora as regras base acima mencionadas sejam comuns a todos os Países integrantes do espaço Schengen, as regras de obrigatoriedade do seguro de saúde e do comprovante de meios financeiros varia de País para País.

ALEMANHA

Seguro de saúde: Caso seja solicitado pelas autoridades fronteiriças da Alemanha, os cidadãos brasileiros deverão apresentar um seguro de saúde com cobertura mínima de 30,000 euros. Este seguro pode ser adquirido no Brasil ou nos aeroportos da Alemanha.
Comprovante de meios financeiros: Para entrar na Alemanha, o turista brasileiro tem que comprovar possuir 50 euros por dia (dinheiro, “Travelers cheques” ou cartões de crédito internacionalmente aceitos)

ESPANHA

Seguro de saúde: A Espanha não exige seguro de saúde. Caso o cidadão brasileiro seja beneficiário do INSS, não necessita de seguro de saúde para viajar a Espanha. Existe um acordo bilateral de assistência médica que assegura o sistema de saúde aos cidadãos de ambos os Países. No entanto, para usufruir deste benefício, o cidadão brasileiro deve dirigir-se a um escritório do INSS local e solicitar uma declaração a dizer que é beneficiário do INSS, indicando o período de permanencia em Espanha.
Comprovante de meios financeiros: Para entrar em Espanha, o cidadão brasileiro tem que comprovar possuir:

1) 300 Euros por cada entrada no País ( em dinheiro ou “travelers cheques”, mais
2) 50 Euros por dia de permanência (em dinheiro ou “travelers cheques”).

FRANÇA

Seguro de saúde: Os cidadãos brasileiros deverão apresentar um seguro de saúde com cobertura mínima de 30,000 Euros.

Comprovante de meios financeiros: Para entrar na França, o turista tem que comprovar possuir 50 Euros por dia (dinheiro, “travelers Cheques”, ou cartões de crédito internacionalmente aceitos). Este montante poderá descer para 35 Euros/dia, caso seja apresentado termo de responsabilidade (atestado de acolhimento) emitido por um cidadão francês ou por estrangeiro habilitado com título de residência.

ITÁLIA

Seguro de saúde: Não é obrigatório. Existe um acordo bilateral de assistência médica que assegura o sistema de saúde aos cidadãos de ambos os Países. No entanto, para usufruir deste benefício, o cidadão brasileiro deve dirigir-se a um escritório do INSS local e solicitar uma declaração a dizer que é beneficiário do INSS, indicando o período de permanencia em Itália.

Comprovante de meios financeiros: Para entrar em Itália, o cidadão brasileiro tem que comprovar possuir as seguintes quantias:

Duração Viagem Montante
De 1 a 5 dias Eur 269,60 (montante fixo)
De 6 a 10 dias Eur 44,93 por dia
De 11 a 20 dias Eur 51,64 (montante fixo) mais Eur 36,67 por dia
Mais de 20 dias Eur 206,58 (montante fixo) mais Eur 27,89 por dia

PORTUGAL

Seguro de Saúde: Não existe limite de cobertura pré-definido para o valor do seguro de saúde a apresentar em Portugal. Os cidadãos brasileiros ou dependentes se inscritos no INSS não necessitam de seguro de saúde . Um acordo bilateral assegura o antendimento na rede pública em Portugal. Para usufruir deste benefício, antes da viagem, os interessados deverão procurar o Ministério da Saúde Brasileiro (em São Paulo é na Av. Nove de Julho 611 – 2 andar – Cj 202 – Tel: (11) 3241 2197) munidos de cópias e originais dos seguintes documentos:

Todas as pessoas deverão apresentar:

1) Passaporte (3 páginas iniciais)
2) RG Identidade
3) Passagem Aérea
4) Comprovante de residencia

Mais comprovante de comprovante inscrição INSS (ex. Empregados deverão apresentar carteira de trabalho e nº de inscrição no INSS, Autônomos deverão apresentar as três últimas contribuições do Carnet, Aposentados deverão apresentar o último extrato do INSS, etc).
Em Portugal, caso necessite, o turista deverá providenciar a carteirinha para atendimento em qualquer serviço público de saúde no Depto. de Relações Internacionais e Segurança Social (Em Lisboa fica situado na Rua Junqueira, 112) levando a documentação emitida no Brasil , o passaporte e duas fotos 3x4

Comprovante de meios financeiros: Para entrar em Portugal, o cidadão brasileiro tem que comprovar possuir

1) 75 Euros por cada entrada no país, e mais
2) 40 Euros por dia de permanência.

Nota – Estes montantes (em dinheiro, “Travelers cheques” ou cartões de crédito internacionalmente aceitos) poderão ser dispensados, caso seja apresentado termo de responsabilidade emitido por um cidadão português ou por estrangeiro habilitado com título de residência, autorização de permanência, visto de trabalho, estudo, estada temporária, válidos, que garanta a alimentação e o alojamento do interessado durante a sua estada, sem prejuízo da possibilidade de recurso a outros meios de prova.


Demais Países Europeus

Para todos os outros Países europeus que não integram o espaço Schengen, o turista deverá consultar os consulados de cada País para confirmar quais as formalidades de entrada.

Nota Final: Esta informação foi fornecida por cada uma das Embaixadas ou Consulados Gerais em São Paulo em Fevereiro de 2005. Em caso de dúvida, os agentes de viagem e passageiros devem consultar as Embaixadas ou os Consulados Gerais locais de cada País antes de viajar.

FIQUEM ATENTOS.....

sábado, 27 de fevereiro de 2010

FERNANDO DE NORONHA: o que fazer (Parte 2)

 

Caminhada Histórica - Se essa é sua primeira vez no arquipélago, outro roteiro imperdível é a caminhada histórica, que começa na "capital", a Vila dos Remédios. É aí que se encontra boa parte do chamado sítio histórico de Noronha. A caminhada pode começar pelo Museu Histórico, continuando pelo Palácio São Miguel, sede da administração de Noronha, construída em 1948. O casarão em estilo colonial possui móveis de meados do século XX,  telas do pintor pernambucano Wash Rodrigues e um vitral com a imagem do arcanjo São Miguel, em tamanho natural que é super bonito. Continuando a caminhada, vale uma visita  à igreja de Nossa Senhora dos Remédios e também ao Forte (que tem o mesmo nome), além do casario antigo. Se puder contar com a ajuda de um guia local, é outra coisa. As caminhadas costumam passar também por algumas praias, como a do Cachorro, Meio e Conceição, onde normalmente se tem tempo livre para banho de sol e mar.



Forte dos Remédios


Passeio de Barco - Outro passeio imperdível para quem está em Noronha, obviamente, é pelo mar. Gente, não tem como (nem porque) não fazer. O barco passa pelas ilhas secundárias para a observação das formações rochosas e dos ninhos das aves marítimas. Em seguida, o barco ruma para a outra extremidade do arquipélago, passando em frente a várias praias e baías


P.S. As fotos deste post são do site oficial de Noronha, do governo do Estado de Pernambuco.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

FERNANDO DE NORONHA: o que fazer (Parte 1)


Bom... no LUA DE MEL COM ESTILO, eu já dediquei um post a Noronha, com informações mais específicas sobre tipos de acomodação (e sugestões). Portanto, não faz sentido blogar aqui tudo de novo. Se você ainda não viu, veja aqui.

O objetivo DESTE post é dar umas dicas de como aproveitar melhor sua permanência na ilha, independente da razão de sua viagem: férias, lazer, relax, lua de mel...

Durante a sua temporada em Noronha, existe um monte de atividades, passeios, trilhas que podem ser feitas para que você conheça as... , desfrute das... e se integre às... maravilhas desse paraíso brasileiro. Se você tem pouco tempo, acho que um dos passeios ideais e imperdíveis é o Circuito na Ilha. Trata-se de um passeio feito de buggy ou carro tipo pick up que dá uma geral em praticamente toda Noronha. Dura o dia inteiro, das 8 da manhã até o por do sol, com parada nas principais praias e mirantes. Normalmente, neste circuito, a Praia do Atalaia não está incluída, pois existem algumas restrições para a visita.

Na Atalaia, a visita é controlada, limitada a pouquissimos visitantes por dia, onde a permanencia máxima é de meia hora (sujeito a alterações por parte do IBAMA). A praia possui águas super claras e profundidade média de 80 cm. (Já viu que outra sugestão e conhece-la, né?!) O nome ATALAIA é devido à Ilha do Frade à sua frente: assemelha-se a um monge ajoelhado, fazendo sentinela - significado da palavra atalaia. A praia é pequena, mesmo assim é uma das mais controladas para ajudar na preservação de suas características. Na maré baixa forma-se uma piscina natural com fundo de areias claras, onde diversos tipos de peixes, lagostas e até pequenos tubarões ficam presos. Entre a Baía do Sueste e a Atalaia há uma cabine para distribuição de senha. É proibido o uso de protetor solar, bronzeador e nadadeiras.

Foto André Seale

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Ceará, Praia da Requenguela, onde o mar desaparece (?)


Hoje de manhã, vi uma reportagem sobre essa praia no Bom Dia Brasil!!! Achei tão interessante, que pensei: vou blogar sobre esse lugar. Já estive aí uma vez, há mais de 10 anos e confesso que nem lembrava mais... Deu uma vontade de voltaaar...

Bom... a paisagem é conhecida! Quem já esteve nas praias do Ceará reconhece de primeira. A foto acima só pode ser de praia cearense. E é! O pedacinho de paraíso em questão fica a mais de 200 km da capital, Fortaleza (quase na divisa com o Rio Grande do Norte), na Costa do Sol Nascente. A estrada prá chegar não é muito boa (pode levar mais de 4 horas), mas como vale à pena. O município é Icapuí, rodeado de praias lindas, mas uma em especial, de nome engraçado (Requenguela) tem uma curiosidade.

Requenguela - Icapuí/CE


O mar só aparece algumas (poucas) horas por dia, quando a maré se enche. E dura pouco. Cerca de três horinhas e já vai embora de novo (quando a maré baixa). O fenômeno é tão curioso, que muita gente vai até a Requenguela só pra ver. E se você pensa que os pescadores acham ruim, estão requenguelamente enganados: enquanto a maioria dos pescadores vão para o mar, aqui, o mar vem até os pescadores. Basta deixar os barcos ancorados na areia, que quando o mar vem, enche tudo. Eles pescam, durante 3 horas, e depois é só esperar o mar ir embora... rsrsrs... Simples assim!

Bom, se você quer conhecer de perto, esta é só uma curiosidade... Mas o litoral do Ceará tem muito mais... e a região de Icapuí nem se fala. Prá se hospedar, a gente sugere um hotelzinho tudo de bom, o Hotel Casa do Mar. Olha que nome mais sugestivo! O site é http://www.hotelcasadomar.com.br/ e tem até um bangalô com piscina privativa em torno e espelho d’água no seu interior (no estilo do Nannai, em Porto de Galinhas). 

Animou?!?! Bjs e até o próximo post.

Ah... Me sigam no twitter.... @viajarcomestilo. Noticias e dicas quentinhas, saindo do forno, diariamente...

sábado, 30 de janeiro de 2010

A incrível Gruta do Lago Azul, Bonito - Mato Grosso do Sul

Foto do site Baixaqui

Um dos símbolos da cidade de Bonito, no MS, talvez o atrativo mais visitado pelos turistas que se aventuram pela região, é a incrível Gruta do Lago Azul. Mundialmente conhecida, a gruta (ou caverna - aliás, alguém me explica a diferença?) é um monumento natural, com seu interior formado por estalactites, estagmites que cercam por todos os lados um imenso lago de água azul, onde quando bate o sol, reflete essa tonalidade da foto, diga-se de passagem, super difícil de conseguir (a foto). Só por fotógrafos muito experientes, pq tem que esperar muito tempo a entrada de luz (bom, me deram essa explicação).

Na verdade, a água não é azul, né gente? É transparente, como qualquer "água" normal. O azul é reflexo de... ai meu Deus, que falta faz a explicação dos guias nessa hora. E olha que eu ja desci essa caverna umas 20 vezes. Bom, nem vai adiantar postar aqui. Deixa que você aprenda quando estiver por lá.

A gruta não fica perto da cidade. Quer dizer, mais ou menos. São 18 km que normalmente são percorridos por vans, taxis, ônibus de turismo (raramente), em estrada de terra, o que torna o percurso um pouquinho mais distante. Tem que agendar a visita nas agências da cidade (eu sempre recomendo a Ivone e o Nereu da Agência Panamericana - http://www.agpanamericana.com.br/). São meus queridos amigos de anos, e cuidam de tudo, com todo carinho, prá mim e para meus clientes, sempre que estão por estas bandas. A taxa de visitação é R$ 25,00 (é bom confirmar antes, o preço pode estar defasado dependendo de quando vc estiver lendo este post). E não está incluido o transporte do centro até a gruta.

A história que contam é que ela foi decoberta por um índio Terena em 1924, e que tem uma das maiores cavidades inundadas do planeta (pelo lago azul). Em 1992, uma expedição de espeleomergulhadores franceses e brasileiros, encontrou uma série de fósseis de mamíferos, como de tigre-de-dente-de-sabre e de uma preguiça gigante - que viveram entre seis e dez mil anos atrás. (Isso eu lembro bem...)

Primeiro você chega em uma espécie de "entrada" da atração, onde tem uma lojinha, lanchonete, e pega a senha que organiza os grupos que visitam a gruta, sempre acompanhados de um guia. Depois de se equipar com um capacete de segurança, segue uma pequena caminhada até a abertura da caverna.


Trilha que leva à entrada da gruta - Foto de André Seale


Aí começa a parte mais dificil: uma descinada de aprox. 100m, em degraus (prá baixo todo santo ajuda, mas é f... cansativo subir na volta) e tem que estar de tênis, por medida de segurança. Por isso mesmo, não se pode levar crianças com menos de 5 anos. (É bom tambem confirmar isso, pois pode mudar tambem).

Então, é só se preparar para se emocionar... Já vi muito marmanjo chorando ali dentro. É um verdadeiro templo da natureza, um templo de paz, beleza.... arrepio inteira só de lembrar!!!!

Quando estiver por lá, lembra de mim, tá?!

domingo, 24 de janeiro de 2010

República Dominicana



A pouco mais de 1300 km de Miami em linha reta, a República Dominicana está localizada na parte oriental da Ilha Hispaniola. (Do outro lado da ilha, fica o Haiti, a única fronteira terrestre). A leste, no Mar do Caribe, Porto Rico; e a Noroeste, outro paraíso caribenho, a colônia britânica de Turks and Caicos. Clique na imagem abaixo para ver em tamanho ampliado.



De algum tempo para cá, a República Dominicana tem sido muito procurada por casais em lua de mel, em busca das suas praias paradisíacas, dos sensacionais resorts “all inclusive”, onde se tem absolutamente TUDO incluído, refeições, bebidas, inclusive as alcoólicas, atividades em geral, que vão das aulas de hidroginástica, passando dança, esportes, circo (tem que ver direitinho no site de cada resort tudo o que ele oferece) a e em alguns deles, até mesmo serviços de SPA. Estes resorts são relativamente uma novidade no país e começaram a surgir na década de 90. Além disso, o país é berço do merengue, um dos ritmos de dança mais calientes, adorados por turistas de todo o mundo e motivo de orgulho para os nativos (assim como o samba prá gente ou o tango pros argentinos). Outra característica forte do povo dominicano é a verdadeira adoração pelo baseball, por influência norte-americana.




Dos lugares possíveis de se conhecer neste país pequeno, o mais famoso e “in” do momento é o balneário de Punta Cana. Punta Cana fica a cerca de 3 horas por terra, da capital Santo Domingo. Mas hoje em dia, não é necessário chegar a Santo Domingo primeiro. A República Dominicana tem nada menos que SETE aeroportos internacionais (um deles em Punta Cana). As boas operadoras brasileiras que tem o destino entre suas opções de viagem chegam tanto em Punta Cana, quanto em Santo Domingo, dependendo do roteiro que vocês adquirirem. Se vocês não estão nem aí pra história, cultura e modernidade, podem até dispensar Santo Domingo e partir direto para Punta. Mas se na lua de mel, tiver um espaçozinho para “fazer turismo” VALE A PENA – E MUITO – passar pelo menos uns dois dias na capital Santo Domingo. Vou dedicar depois um post só para a capital dominicana com algumas dicas.
Para terem dias de muita mordomia, sob o sol do Caribe, com direito a serem servidos nas espreguiçadeiras de fantásticas piscinas ou mesmo nas estruturas de praia dos resorts, tudo o que vcs vão precisar é da “pulseirinha” certa. Aquela pulseirinha plástica que identificará vocês como hóspedes deste ou daquele resort. A escolha do resort ideal prá vcs vai ser muito importante, porque em Punta Cana não vai ter muita coisa prá se fazer, a não ser as atividades do hotel, praia, restaurantes, além de namorar muito. De acordo com o órgão nacional de turismo (que anda meio defasado e precisando de atualizações), só em Punta Cana e Playa Bavaro (ao lado), são mais de 40 resorts. Fora os que estão por vir, pois existem muitos investimentos na hotelaria na região da costa leste do país, onde fica Punta Cana.




Um dos programas “fora dos resorts” é visitar a Ilha Saona, para a prática de mergulho livre e também em piscinas naturais. Os turistas são buscados em seus hotéis e levados a um “porto” a cerca de 1 hora / hora e meia de Punta Cana. A partir daí, um passeio em lanchas rápidas para mergulhar com snorkel e depois, de catamarã, uma travessia festiva para Saona. Onde se dança muito merengue e se bebe um pouco de Vitamina “R”.... ;-) – o tão famoso RUM. Os passeios normalmente têm almoço incluído e custam entre US$80 e US$ 90,00 por pessoa.



Isla Saona - República Dominicana


Manati Park


To be continued...

domingo, 17 de janeiro de 2010

Pacotes mais acessíveis prá Copa do Mundo




Novidade quentinha para quem quer ver a copa do mundo ao vivo é a cores: as operadoras brasileiras oficiais que levarão turistas à Copa na África do Sul acabam de lançar uma alternativa de pacote com preço reduzido – e menor duração, claro!

Até ontem, o programa mais barato, com oito noites, era vendido por US$ 8.970 (cerca de R$ 15.500,00). A nova opção custa US$ 5.695 (cerca de R$ 10.000,00), inclui três noites de hospedagem em quarto duplo (em Durban ou Cidade do Cabo, a definir), café da manhã, passagens aéreas e traslados. A saída está marcada para 24 de junho, a tempo de assistir ao jogo entre Brasil e Portugal, no dia 25. Vale lembrar que os ingressos não estão incluídos no valor do pacote e custam a partir de US$ 80 (R$ 140,00), dependendo da região no estádio.

É caro? Claro que é. Mas prá sonho, não tem essa de valor né?! E não tem outro jeito: ir por conta própria é praticamente impossível.

Há mais duas novas opções de pacotes. Para assistir a três partidas entre as quartas de final e a final, o turista paga US$ 13.561 (R$ 23.640), mais os valores dos ingressos. São 12 noites em quarto duplo, entre Durban e Cidade do Cabo, com café, aéreo e traslados, com saída em 30 de junho. Para ver dois jogos, semifinal e final, o pacote de nove noites custa US$ 9.880 (R$ 17.225). O pacote mais caro tem duração de 33 dias e sai por US$ 23.379 (R$ 40.760).

Se você quer mais informações, manda um email prá mim, na 4 Estações: diana@viajarcomestilo.com.br! Beijo tchau!!!!!!!!!!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Mochilando na Europa


Eu e a minha amigona, companheira de aventuras.... :-)

Bem... eu escrevi este post há mais ou menos um ano e meio. Entretanto, nestes últimos dias, parece que todo mundo está planejando mochilar na Europa em 2010. Sendo assim, atendendo a pedidos, resolvi dar uma atualizada e trazer as dicas prá primeira página. Espero que vcs gostem...e que seja bem util.

Quem é que ao menos uma vez na vida nunca cogitou, teve a idéia, a vontade; ao menos pensou em como pode ser legal "botar o essencial num mochilão" e sair por ai... pelo mundo?!

Fala a verdade!!! A experiência de mochilar é unica. É realmente inesquecível. Uma forma de ao mesmo tempo conhecer lugares incríveis, gente nova (fazer amigos prá uma vida inteira), ganhar experiência, aprender a lidar com situações adversas (muitas vezes engraçadíssimas)... e tudo isso gastando pouco, ou pelo menos, muito menos dinheiro do que se gastaria numa viagem, digamos... convencional!

Eu tive a oportunidade de mochilar uma vez, na Europa. Foi em 2005!!! E tenho as melhores histórias, grandes experiencias que guardarei pra vida inteira! E não vejo a hora de cair no mundo neste estilo mais uma vez...

De uns tempos prá cá, tenho atendido a vários clientes, que me procuram atrás de orientação prá facilitar um pouco a vida de mochileiro, já que muitas vezes, quando não se planeja bem, pode ser um bocado sofrida. E já respondi a tantos e-mails com esse conteudo, que resolvi ganhar tempo e postar aqui no blog sobre o assunto.

Quem sabe não serve também de estímulo prá VOCÊ que tem essa vontade, mas ainda não teve coragem... Para quem mochila sozinho (ou em turma), hospedar-se em albergue é mais barato e muito mais legal mesmo (não tem como fugir disso; melhor que isso, só se você conhecer alguém que mora no lugar onde você vai estar e te receber de graça em casa...). Isso porque você divide as acomodações com outras pessoas e desta forma, fica mais interessante, mais fácil de se fazer amizade com gente de todo o mundo!

Prá passear DENTRO das cidades é muito tranquilo. Vale tudo: a pé, trem, metrô, ônibus, troller... Pode ter certeza que é muito mais fácil do que se pode imaginar... E quando se está com o espírito aberto, preparado prá isso, um guia (pessoa) nem faz tanta falta assim. Você acaba aprendendo a se virar muito bem sem ele. Mas um guia (livro) é o seu melhor amigo. Importante: Guia atual, viu gente?!

Para se locomover entre as cidades do seu roteiro, pode até ser que valha a pena fazer um ou outro trecho de avião (tudo depende do seu itinerário). Mas normalmente, o que funciona mesmo é trem e ônibus.

Sobre dinheiro (a graaande dúvida de todo mundo), existem recomendações de órgãos de turismo de que 100 Euros por dia dão para se alimentar decentemente, andar de metrô, ônibus, fazer passeios, pagar tickets de museus e outras atrações, comprar souvernirs (normalmente não é o caso de quem mochila), usar a Net e telefone.

Mas sei de historias de gente que se virou com 50 EUROS / dia - tendo que ser MUUUUITO criativo, passando algum aperto e correndo riscos... (Não faça isso, não recomendo de jeito nenhum!!!)

Há um tempo atrás, eu vi uma espécie de "esquema de orçamento diário" que achei interessante. Tive que dar uma atualizada nele, mas dizia mais ou menos assim:

Para sobreviver na Europa, é preciso no mínimo:
1) Tomar café da manhã - 5 Euros.
2) Almoçar sanduba (com refri) - 10 Euros.
3) Beber água o dia todo - 5 Euros. (Tb pode entrar no banheiro e beber agua da torneira de graça).
4) Jantar outro sanduba - 10 Euros.
5) Pagar a diária do hostel (albergue) - 30 Euros.
6) Entrar em museus, andar de metrô, ônibus... - 40 Euros.
7) Total diário - 100 Euros

(Como você pode perceber, a conta não inclui a passagem aérea e nem o deslocamento entre as cidades do seu roteiro. Também não inclui o "goró"... nem baladas...)

Sem considerar que existem lugares como Paris, Londres, toda a Suiça... que são mto procurados por todo mundo e são caros mesmo.... Assim como paises da Europa Central, como Rep. Tcheca, Austria, Hungria, Polônia são muito mais baratos.

Continuando.... para fazer um roteiro decente de mochilão pela Europa que justifique o seu investimento, você precisa de no mínimo 20 dias que multiplicado por esses 100 Euros/dia, te custarão 2.000,00 Euros ou R$ 6000,00 (aprox).

Ser mendigo na Europa é tão deprimente como ser mendigo no Brasil ou qualquer lugar do mundo. Não faça essa bobagem de viajar sem dinheiro. É muito engraçado nos filmes ou nas histórias que vc já ouviu dos seus amigos (90% mentira) sobre viagens com pouco dinheiro. (Se bem que eu tenho uma história de uma amiga que foi parar na Lapônia - a terra do Papai Noel - com uma barra de chocolate e uns tickets não sei de que.... rsrsrs... né Ju?! tenho que averiguar esta história direito, to começando a achar que pode ter muita mentira aí no meio.... se não for o caso, eu peço prá ela autorização pra contar aqui depois)

Enfim... resumindo... Junta pelo menos uns R$ 8000,00 e depois começa a pensar na viagem.... (estamos falando da Europa... America do Sul já é outra história)

Fora isso, é necessário que você tenha um seguro de viagem / saúde com cobertura de até 30 mil EUROS. Funciona assim: existe uma recomendação para que todos os turistas que embarcam para um dos paises signatários do Tratado de Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Islândia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Portugal e Suécia) viajem com um seguro específico com determinadas coberturas. Este tratado foi instituído em 1985, com o propósito de criar uma área sem restrições de viagem, extinguindo controles fronteiriços. De 2005 prá cá, os países membros estão solicitando aos estrangeiros um seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares, caso você fique doente ou sofra algum acidente. Este seguro não é obrigatório, é uma recomendação mas pode ajudar a evitar problemas na hora da imigração nestes países.

Um seguro assim, hoje, sai por cerca de R$150,00 / R$200,00 para 20 a 25 dias (vale a pena - e muito! Já precisei usar seguro no exterior e é bom demais ter um seguro bom). Levando em conta estas informações, eu digo que me aventuraria novamente com EUR 100,00 / dia, seguro e um cartão com um bom limite livre (pelo menos R$3000,00), sabendo que tenho dinheiro para pagar a fatura sem maior stress na volta.... ;-)

Nos próximos posts, a gente fala mais desse assunto!!!!!! Ótima semana prá todo mundo... e lembrem-se: prá se chegar até a China, basta o primeiro passo...

sábado, 9 de janeiro de 2010

Clientes "malas" - Não seja um!!!



Desabafo: Ainda bem que Deus me livra da maioria destas pragas: clientes - malas. Que na maioria das vezes são pessoas INJUSTAS, MAL INTENCIONADAS, DE CARÁTER digamos assim... DUVIDOSO!

E infelizmente, no Brasil (acho que é pior) existe muita gente assim...

Não posso me esquecer de um caso que ouvi de um super profissional da área (de TURISMO), o Sassá, lá de Alto Paraíso de Goías, que me contou uma vez, que estava "guiando" uma dessas "peças" picaretas, isso mesmo, existem clientes picaretas sim, e essa "maldita" disse a ele:

- Eu não pago nenhuma viagem. Nunca!!!

- Como assim??? (Ele mais curioso do que tudo, pois não sabia a resposta mau carater que iria receber de volta...)

- Não pago. Dou um jeito de sempre arrumar, inventar um problema durante a viagem, e processo a empresa depois...  (?????????????)

O que você faria diante de uma resposta destas?!?!?!

Bom, eu no lugar do Sassá, (não me lembro o que ele fez ao ouvir isso), mas eu não teria mais um minuto de sossego para trabalhar.

Enfim... Teve o caso do Paulo, então gerente de uma das filiais CVC do Brasil, que teve que ir em uma audiência de um casal de clientes que estava processando a CVC, pois foram para Porto Seguro, e alegaram que o agente da própria CVC não avisou que eles não poderiam beber agua da pia do hotel. (Precisava avisar isso???)

Como ninguem os avisou, eles beberam, arrumaram uma virose, segundo eles a culpa foi da água, mas vai provar... e por causa disso, passaram boa parte da viagem vomitando e... (vcs imaginam) e por isto tiveram a lua de mel frustrada, e por isso queriam processar a CVC e ter todo o dinheiro de volta. É óbvio que o juiz do caso riu... E se eu fosse ele, ja sugeriria à pobre da moça que se divorciasse, pq esse cara com quem ela se casou, deve ser o maior mala do muuuuuuuuundo!!!

Bem, exageros à parte, tem os casos comuns, corriqueiros da agencia, que funcionam mais ou menos assim: o cliente chega, quer o preço do pacote mais barato que existe....

A justificativa, ele tem na ponta da lingua: "Não, não vou ficar em hotel, hotel é só prá dormir, piscina??? prá que, se tem o mar na frente... conforto? capaz.... precisa não.... ar condicionado??? isso é luxo. Não tenho nem em casa, pra que vou querer ter em hotel??? etc, etc, etc...

Mas quando voltam, ou pior, enquanto ainda estão em viagem, ligam de lá, mandam emails absurdos, abusivos, dizendo que foram lesados, querendo trocar de hotel, querendo coisa melhor, que o hotel é ruim, que a piscina é pequena (não era nem para ter), que o ar condicionado é fraco... Eu pedi coisa simples, mas coisa boa.... (Como se isso existisse - simples, bom e barato). Epor aí vai... É claro que as reclamações vem exaltadas, e na maioria das vezes, com ameaças de processo, de "vou entrar no Procon", tenho meus direitos, etc etc etc...

(Oh meu anjo da guarda, livrai os bons agentes de viagem deste tipo de passageiro... ninguem merece, quer dizer, deixa eles pras agencias picaretas, estas sim...)

Vai la: simples e bom pode até ser, mas é raro.... rarissimo... e quando tem, nao é tão barato assim, pq o dono do estabelecimento sabe o valor do serviço que presta.

Enfim... Toma tento... Não seja injusto, mau carater!!! Pense nisso antes de contratar um serviço de um agente de viagens.

Se vc pedir coisa simples, barata, vc vai ter coisa simples, barata... E talvez até ruim!!! (Pelo seu julgamento). Mas lembre-se: foi o que você pediu!!!

P.S. É claro que existem casos e casos. Agencias e agentes picaretas, que lesam mesmo... Mas que na maioria, a responsabilidade é SUA, cliente, põe a mão na consciência... que é meeeesmo!!!!

sábado, 2 de janeiro de 2010

Eu quero viajar assiiiiiiiiiiiiiiiiim...............

Feliz 2010 prá todo mundo, com muita saude e muitas oportunidades de ViajarComEstilo....


sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Novas normas de segurança para voos com destino aos Estados Unidos


Aeronaves no Aeroporto JFK (Nova York) aguardando para decolar em fila indiana
ATransportation Security Administration (órgão norte-americano que regula a segurança dos transportes) publicou esta semana o Emergency Amendment (EA) nº 1546-09-01, com medidas adicionais de segurança
que as empresas aéreas devem adotar para os vôos com destino aos Estados Unidos, pelo menos até o próximo dia 30 de dezembro.

A TAM, por exemplo, que cumpre rigorosamente as normas nacionais e internacionais em vigor, adotará os procedimentos adicionais da agência norte-americana em seus vôos com destino a Nova York, Miami e Orlando, cidades hoje atendidas pela Tam naquele país.

As normas são as seguintes:

• inspecionar 100% dos pertences de mão e dos sapatos dos passageiros no finger;
• passar 100% dos passageiros pelo bastão detector de metais no finger;
• assegurar que substâncias líquidas ou em gel e tubos de aerosol serão transportados de acordo com os limites vigentes.

Além disso, na etapa final do vôo, quando faltar uma hora para a chegada ao destino:

• os passageiros deverão permanecer em seus assentos;
• será proibido o acesso aos pertences de mão;
• serão recolhidos travesseiros, cobertores e/ou pertences pessoais, que não poderão mais permanecer no colo dos passageiros.

A autoridade norte-americana proibiu ainda o uso de sistema de comunicação como telefone, internet, GPS e programação de TV ao vivo antes do embarque e durante todas as fases do vôo.

Por fim, enquanto a aeronave sobrevoar o espaço aéreo dos EUA, a tripulação não poderá informar os passageiros sobre a trajetória do vôo nem sobre sua posição sobre cidades norte-americanas.

De acordo também com a EA nº 1546-09-01, estão isentos dos procedimentos descritos acima, apenas chefes de Estado e de governo, bem como seus respectivos cônjuges e filhos, e pessoas nomeadas por essas autoridades.

É bom ficar atento!!!